Conheça nossa - Coleção Ecologic Soul

Quando pensamos em desenvolver uma nova coleção, pensamos exclusivamente em como esse produto pode beneficiar toda uma cadeia, desde o plantio até os processos produtivos passando por tecelagem, designer, confecção, elaboração de estampa, estampa e protótipo para enfim aprovarmos a peça.

Por entendermos a necessidade de um consumo consciente, com valores justos e éticos tanto para quem compra como para quem produz. Queríamos uma coleção que expressasse todo o nosso desejo de “moda justa e sustentável”.

Nessa caminhada, começamos a pesquisar profissionais que tivessem alguma empatia com os nossos conceitos e que conseguíssemos de alguma forma firmar uma parceria para que a “Ecologic Soul” pudesse se transformar em uma estampa que imprimisse toda essência que trazemos.

No meio dessas buscas, encontramos o designer gráfico Raul Peter[1]. Que foi uma das pessoas mais incríveis e dispostas a fazer um trabalho com a gente. Como nosso diretor executivo Diogo Costa, que também é metido à designer já tinha pensado nas matérias primas que queria utilizar na coleção e passado ao Raul qual seria a cor e o conceito da coleção, bastou uma semana apenas para que ele entendesse toda a nossa história e conceitos para desenvolver uma linda e incrível estampa

Com a intenção de promover o consumo ecológico e conscientizar as pessoas da importância do respeito à natureza, o homem e a todo o bioma. A Razão Social Moda Sustentável lança sua minicoleção com peças diversificadas e estampas exclusivas assinadas pelo Raul Peter, designer carioca que acredita na autorresponsabilidade como valor fundamental para a nova era. 

A coleção Ecologic Soul fomenta as práticas do Comércio Justo em seu processo produtivo e terá na sua produção peças provenientes de algodão orgânico e ecológico (pet reciclado) e fazendo valer esse conceito um pagamento justo aos seus colaboradores (quem faz nossas roupas). Pois: "Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória que lhe permita e à sua família uma existência conforme com a dignidade humana" - Declaração Universal dos Direitos Humanos art. 32 -3.

E a estampa ficou incrível, todo mundo babou e aplaudiu esse grande feito ao qual o Raul conseguiu realizar.

Após a entrega, partimos para o desenvolvimento dessa estampa. Colocar em prática e fazer as bandeiras de aprovação da estamparia. E aí notamos que o que havíamos pensado em primeiro modo não daria certo e nem teria o resultado esperado em cores da incrível estampa desenvolvida pelo Raul.

Como foram muitas cores, e queríamos tentar fazer o processo mais manual possível tentamos aplica-las em processo de quadricromia por CMYK. E infelizmente esse aspecto não deu certo. Então começamos a pensar em quais possibilidades tínhamos para executar a estampa que havia ficado incrível.

Pensamos em transfer, porém, infelizmente esse processo não pega em tecidos 100% algodão orgânico sem que tenha que colocar uma película plástica antes da recepção da estampa para que possa ter aderência. Então descartamos o processo e começamos a pensar em estampa digital localizada.

Todas as empresas que entrávamos em contato faziam a impressão digital, não faziam em tecidos com fibras naturais. E esse processo acabou nos frustrando e frustrando também nosso incrível parceiro e designer, Raul Peter. Esse tiro no pé, fez com que o lançamento da coleção atrasasse por quase 1 ano. 

Ai encontramos após muitas pesquisas e muitas frustrações alguns fornecedores que trabalhavam com impressão digital localizada direto no tecido 100% algodão, porém, tínhamos um desafio. Tínhamos que torcer para que o processo pegasse no tecido 100% algodão “orgânico” em uma malha crua sem nenhum tingimento. 

Foi aí que conhecemos o pessoal da Rossina Estamparia Digital. Que fizeram os testes e nos atenderam super bem. E entre, testes e testes, passou-se mais 4 meses, mais ou menos, até que conseguíssemos chegar a um fator x que agradasse todos, tanto em cor quanto em qualidade da estampa, e voila. 

Conheçam o resultado tão esperado da nossa mini coleção:

Com algodão 100% algodão orgânico, proveniente da Cooperativa Central Justra Trama, cultivado sem agrotóxicos. Justa Trama é uma Cadeia Produtiva de Algodão Solidário, formada por coopertivas e associações envolvidas em todo o processo, no plantio do algodão agroecológico no Ceará e Mato Grosso do Sul, na colheita de sementes em Rondônia para a confecção de biojoias e botões e a Tecelagem em Minas. 

Além de toda história e ética por trás do tecido, escolhemos uma técnica de estamparia digital (DGT), com processos mais escológicos e tintas a báse d'água. Permitiram uma aplicação de cores incrível, tornndo o produto ainda mais especil.
 


[1] Raul Peter, designer carioca que acredita no desenvolvimento sustentável tanto para novos conceitos quanto para desenvolvimento pessoal e profissional.

Pague com
  • Pix
  • Pagar.me V2
  • proxy-pagarme-v4
Selos
  • Site Seguro

Razão Social Moda Sustentável - CNPJ: 19.388.142/0001-04 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade